Corridas de cavalos, Os Maias

Click here to load reader

  • date post

    08-Apr-2017
  • Category

    Education

  • view

    27
  • download

    1

Embed Size (px)

Transcript of Corridas de cavalos, Os Maias

Corridas de cavalos

Corridas de cavalos

1

ndiceContextualizao diegtica Importncia para a intriga principalAnlise das personagens intervenientesCrtica socialDesejo de imitar o estrangeiroDesordemMentalidade provincianaViso caricatural das mulheresMarcas QueirosianasIndcios trgicos

2

Contextualizao diegtica

Desde o jantar no hotel central Carlos encontra-se profundamente apaixonado por Maria Eduarda e completamente farto da condessa de Gouvarinho.(E nessa tarde, como no havia ainda outro esconderijo, tinham abrigado os seus amores dentro daquela tipia de praa. Mas Carlos vinha de l enervado, amolecido, sentindo j na alma os primeiros bocejos da saciedade. Havia trs semanas apenas que aqueles braos perfumados de verbena se tinham atirado ao seu pescoo e agora, pelo passeio de S.Pedro de Alcntara, sob o ligeiros chuvisco que batia as folhagens da alameda, ele ia pensando como se poderia desembaraar da sua tenacidade, do seu ardor, do seu peso.)PAGINA Aps a tentativa falhada de a encontrar em Sintra Carlos aposta na corrida de cavalos. Evento que rene toda a elite lisboeta.

3

Importncia para a intriga principal

Carlos passa o tempo todo procura de maria eduarada mas no a encontraCondessa de gouivARINHO encontra Carlos e convida-o para ir com ela passar o fim de semana em SantarmCarlos tenta recusar ao mximo mas acaba por aceitar

4

Importncia para a intriga principal

Encontra tambm Damaso que lhe conta que o Castro Gomes tinha ido para o Brasil e Maria Eduarda tinha ficado ca em PortugalMaria Eduarda envia um bilhete a Carlos para este ir a casa dela cuidar de um familiar que estava doente.Carlos entra imediatamente em extase

5

Anlise das personagens intervenientes

Carlos Da MaiaCondessa de GouvarinhoCraftDmasoAlencar

Crtica Social

Desejo de imitar o estrangeiro

Asociedadeda poca pensava que o que era chique tinha de vir de fora e tentava, assim, imitar o estrangeiro.Mas,estaimitao sintomaticamente reprovada por Afonso da Maia para quemo verdadeiro patriotismo, talvez () seria, em lugar de corridas, fazer uma boa tourada.De facto ningum parecia estar realmente interessado pelo evento (323)8

Desordem

Pagina 313 Descrio da desordem na entrada para as corridasPagina 321 Critica forma como serviam a comida ( tosca)Pagina 324 Cena de pancadaria Pagina 326 Concretizao da desorganizao portuguesa atravs da fala do Marques

9

Mentalidade provinciana

Ascorridasapesar das criticas e da pouca dimenso comparativamente ao estrangeiro, continuavam a ter lugar, o que permitia uma viso panormica sobre a alta sociedade lisboeta, o que inclua o prprio Rei, e onde encontramos Carlos e Craft em convvio directo com esse universosocialdominado pela monotonia e pelo improviso.No centro, como pendido no longo espao verde, negrejava, no brilho do Sol, um magote apertado de gente, com algumas carruagens pelo meio, donde sobressaam tons claros e sombrios () Por vezes a brisa lenta agitava no alto dos dois mastros o azul das bandeiras. Um grande silncio caa do cu faiscante.Umcenrioque deveria ostentar a exuberncia e o colorido de um acontecimento mundano como as corridas de cavalos, demonstra, uma imagem provinciana indesmentvel. Isto torna-se mais significativo se pensarmos que no clima humano do Hipdromo predominava uma carncia de motivao e vitalidade,No recinto em declive, entre a tribuna e a pista, havia s homens, a gente do Grmio, das secretarias e da Casa Havanesa; a maior parte vontade, com jaquetes claros, e de chapu-coco; outros mais em estilo, de sobrecasaca e binculo ao tiracolo, pareciam embaraados e quase arrependidos do seu chique. Falava-se baixo, com passos lentos pela relva, entre leves fumaraas de cigarro. Aqui e alm um cavalheiro, parado, de mos atrs das costas, pasmava languidamente para as senhoras. Ao lado de Carlos dois brasileiros queixavam-se de preo dos bilhetes achando aquilo tudo uma tremenda sem sabedoria. Pgina 314-315Esta mentalidade ainda acentuada pelo recurso ao hino que descreve a mentalidade do povo-(pgina 318)10

Viso caricatural da sociedade feminina

As mulheres estavam todas na tribuna as senhoras que vm no High Life dos jornais, as dos camarotes de S.Carlos, as das teras-feiras dos Gouvarinhos, todas elas, a maioria de vestidos de missa, srios, algumas delas com chapus emplumados que se comeavam a usar, Aqui e alm um desses grandes chapus emplumados, que ento se comeavam a usarO comportamento da assistncia feminina que nada fazia de til e a sua vida so no seu todo caricaturados. O traje escolhido no era o mais correcto face ocasio, da at alguns dos cavalheiros se sentirem embaraados no seu chique. As senhoras de vestidos srios de missa, acompanhando chapus emplumados da ltima moda, que no se adequavam ao evento, muito menos restante toilette.Assim, o ambiente que devia ser requintado, mas, ao mesmo tempo, ligeiro como compete a um evento desportivo, era deturpado, pela falta de gosto e pelo ridculo da situao que se queria requintada sem o ser. tambm criticada a falta de -vontade das senhoras da tribuna que no falavam umas com as outras e que, para no desobedecer s regras de etiqueta, permaneciam no seu posto, mas constrangidas. A excepo D.Maria da Cunha que abandona a tribuna e se vai sentar perto dos homens., resumidamente, uma contradio flagrante entre o ser e o parecer. Tanto o espao fsico como o espao social eram postios.Um sopro grosseiro de desordem reles passava sobre o hipdromo, desmanchando a linha postia de civilizao e a atitude forada de decoro11

Descries

Ea trabalha as descries de forma extremamente cuidada comeando sempre do geral (314) e passando depois para o particular (315)12

Marcas Queirosianas

Ao longo de toda a descrio Ea recorre quase constantemente ironia13

Indcios trgicos

Ao longo deste episdio vemos alguns indcios trgicos. Primeiro aps Carlos ganhar a sua aposta improvvel em Vladimiro, a ministra da Baviera faz referencia ao tradicional ditado Sorte no jogo azar no amor. 336Depois no final na conversa com Craft pagina 34414

Fim