Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

download Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

of 31

Embed Size (px)

Transcript of Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    1/31

     

    MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTESECRETARIA DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E QUALIDADE AMBIENTAL

    DEPARTAMENTO DE MUDANÇAS CLIMÁTICASGERÊNCIA DE PROTEÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO

    RELATÓRIO DE COMPILAÇÃO DAS SUGESTÕES RECEBIDAS DURANTE A CONSUL

    DO DOCUMENTO DO PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs –

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    1 Sugestão FelipeAndreolla;Supervisorde Educaçãoe

    Tecnologia,SENAI

    i. Minha sugestão é que aCapacitação em Boas Práticasseja obrigatória para todos ostécnicos, como já ocorre na áreade alimentos e bebidas.

    Não

    Justencaconforieno propsugeoporimplapre

    2 Sugestão HugoChaluleu;PresidentedaAssociaçãoBrasileira deAerossóis eSaneantes

    Domissanitários - ABAS

    i. Com o objetivo de contribuircom o histórico, informo que noano de 1979, o Ministério daSaúde, de comum acordo com aindústria, proibiu o uso deCFC’s em produtosdomissanitários, iniciando,assim, o “phase-out” de CFC’s,

    meses depois dos EstadosUnidos e Canadá, findando comtodos os outros produtos em1988 - antes do Protocolo deMontreal -.

    Assim sendo, ficou uma únicaalternativa no sistema queforam os gases liqüefeitos,derivados do petróleo,fundamentalmente: butano e

    Não

    Sugencaconforien

    Tex

    1) S

    com1979

    2) Sao prealiCamdécaNormde Conno D

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    2/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    3/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    4/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    5/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    tecnológico.

    Exemplos de países da Europa ondese definiram metas de redução combase em um limite GWP para cadaaplicação, também conhecido comoregulamentação F-Gas e embasado

    em uma discussão profunda edetalhada sobre a viabilidade dastecnologias existentes dentro dasnecessidades de cada aplicação,deveria ser a melhor referência paradefinição de tecnologias de menorimpacto sobre o clima e compatívelcom a realidade das indústrias emercados, podendo assim de formamais realista e sustentável aceleraressa transição no Brasil.

    É importante ressaltar também que

    novas tecnologias inclusive de novosfluidos refrigerantes sintéticos surgema todo dia, muitas talvez compropriedades técnicas e ambientaismelhores e a um custo mais efetivo. Alimitação das alternativas possíveisapenas com base em uma lista jádefinida no documento poderá inibirainda mais empresas integrantes doprojeto na medida em que essastecnologias poderão surgir e dar maiscompetitividade a empresasestrangeiras ou ainda não integrantes

    desses projetos.

    Reforçamos ainda que outrasnormativas (sumarizadas no arquivoem Excel anexo) estão sendodiscutidas no mundo, também combase em limites de GWP para cadaaplicação. 

    Bom2014apreindicglob

    Ta

    ClanívGW< 3

    < 1< 3

    300> 1> 3

    > 1

    8 Seção 1 doAnexo 12,

    PauloNeulaender;

    Deve-se notar que diversasmisturas de fluidos frigoríficos

    Deve-se notar que diversasmisturas de fluidos frigoríficos

    Para este caso especifico a definiçãode GWP se encaixa melhor que o

    Sug

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    6/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    7/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    mercado brasileiro poderá alavancar aconversão tecnológica para o setor deHVAC-R.

    10 SeçãoSistemas

     para

    equipament 

    os

    refrigerados

     para

    supermerca

    do –

    expansão

    direta; Anexo 11

    MaurícioPinheiroXavier;engenheiro;empregadona empresaTheChemoursCompany

    As únicas opções para o retrofitsão de alto impacto ao sistemaclimático global como o HFC-404A ou o HFC-407F.

    Existem outras opçõesdisponíveis no Mercado alémdo HFC-404A ou o HFC-407F,como o R438A

    O fluido R438A é um HFC comGWP de 2265 foi desenvolvido paraRetrofit em substituição ao R22oferecendo performancetermodinâmica equivalente, nãoinflamável, e com cargas requeridas,na maioria dos casos, menor em até20% quando comparada ao mesmoequipamento com R22. Outravantagem é a compatibilidade com

    tradicionais tipos de óleo lubrificanteutilizados na refrigeração. Outravantagem é a redução na temperaturade descarga do compressor,aumentando a vida útil doequipamento.

    Sugalter

    Tex“As alto globHFC

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    8/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    9/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    10/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    11/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    quando há maior risco de lançamentode HCFC na atmosfera.

    Surgimento de oportunidades para odesenvolvimento de soluçõestecnológicas para a obtenção de altaeficiência energética esustentabilidade empresarial. Na

    busca do conceito de sustentabilidade,é necessário que sejam identificados eressaltados os aspectos que precisamser otimizados nas UTEs, visandoutilizar menos energia e buscar aecoeficiência e a produção mais limpaatravés de novos projetos e execuçãode melhoria de performace dosequipamentos atuais (retrofits).

    Envolvimento com órgãosgovernamentais para processo desubstituição dos gases halogenados,buscando alinhamento com as metas eorientações do Protocolo de Montreal

    para geração e implementação deprojetos de investimentos para acobertura dos custos de capital e deoperação para a conversão deempreendimentos, utilizando osfundos de recursos multilateraisdisponíveis através do ProgramaBrasileiro de Eliminação deHidroclorofluorcarbonetos.Utilizaçãode benchmarking e implementação defóruns para a disseminação de boaspráticas e do conhecimento geradopela aprendizagem do uso e manuseiodestes gases refrigerantes em parceria

    com associações nacionais deempresas, como, por exemplo, ocapítulo nacional da ASHRAE(American Society of Heating, AirConditioning and Refrigeration) eABRAVA (Associação Brasileira deAr Condicionado Ventilação eAquecimento), representantes defabricantes e a própria empresageradora.

    Esta pesquisa apresenta duas

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    12/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    limitações básicas: a primeira é sórelacionar SDOs envolvidas emcondicionamento de ar para turbinas agás em usinas termelétricasprodutoras independentes de energiae, a segunda, não buscar informaçõessobre outros tipos de SDOs em outros

    processos da tecnologia de geração deenergia elétrica, como, por exemplo,o agente SF-6, utilizado emdisjuntores de alta tensão paraextinção de arco elétrico e sistemas decondicionamento de ar de ambientesprediais, que podem estar utilizandoum SDO relacionado no Protocolo deMontreal.

    Em pesquisa de campo, a partir dasevidências empíricas, foramidentificadas e quantificadas as SDOsdas empresas. Verificou-se quesomente o HCFC e R-134A são

    encontrados em UTEs identificadascomo estatais, sendo uma delas amaior empresa de energia nacional.Necessidade de monitoramento dasUTEs, principalmente neste momentode crise energética. 

    18 JoséPortnalliEvangelistaAlencar;AssistentedeComunicação e

    blogueiro;Faculdadede CienciasAgrárias deAraripina

    http://www.explicatorium.com/inicio.php

    Reduzir a poluição é hoje uma dasprincipais preocupações da maioriados países do mundo. Porém, nãoobstante a vasta legislação que temsido publicada visando essa redução,a tarefa não é fácil, pois exige umaação internacional concertada(recorde-se que a poluição não

    conhece fronteiras), enormesinvestimentos e a intervenção ativa detodos os cidadãos, em geral, e dasempresas, em particular.É evidente que não se podem fecharas fábricas e mandar parar osautomóveis e os aviões. Por isso, adiminuição da poluição tem de passarpor um conjunto muito vasto demedidas, de que se dão a seguiralguns exemplos:

    Texdocupúb

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    13/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    •  Instalação nas fábricas dedispositivos (catalisadores) queretenham os fumos e os gases,podendo estes ser atéreutilizados como fontesenergéticas. De acordo com oprincípio de que "deve pagar

    quem polui", esta medida tem jácaráter obrigatório em váriospaíses industrializados,relativamente a muitasindústrias;

    •  Utilização de tecnologiasalternativas, ou seja, detecnologias diferentes quereduzam o consumo de energia,tornem a indústria menospoluidora (tecnologias limpas) evalorizem os resíduos;

    •  Aplicação de catalisadores emtodos os automóveis novos, de

    modo a diminuir o máximo deemissão de fumos e gases e aredução da quantidade dechumbo e enxofre noscombustíveis (gasolina, gasóleo).Pensa-se que estas medidasreduzirão entre 70% e 90% apoluição do ar provocada pelosveículos motorizados;

    •  Obrigatoriedade de inspeções

    periódicas a todos os tipos deveículos automóveis no querespeita aos níveis de poluiçãoatmosférica (nomeadamente aemissão de fumos) e sonora(especialmente sobre o nível deruído dos tubos de escape), como já acontece em muitos países;

    •  Substituição de alguns produtosquímicos industriais perigosos,como, por exemplo, os que têmlevado à destruição da camadado ozono. 

    19 Seção 4.3,parágrafo

    MiltonMondardo

    O ponto inicial da estratégia deeliminação dos HCFCs foi a

    Solicita-se, no encaminhamentodessas ações previstas, uma

    Essa previsibilidade é solicitada deforma que se tenha condição de

    Sugtext

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    14/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    15/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    Funcionários dasNaçõesUnidas;Unidade deImplementação

    Monitoramento Projetos(UIM) /Programadas NaçõesUnidas paraoDesenvolvimentos(PNUD)

    2014. 2014. O estudo de mercadoconduzido em 2014 apontou,também, um pequeno consumo,menor de 0,1%, de HCFC-22 nosetor de espumas utilizado nossistemas New Froth .

    levaconsno siste

    Obsda E

    explFrot

    22 Seção 3Diagnósticodo consumode HCFCs

    no Brasil /3.3.1HCFC-22

    Tabela 11 

    UIM /PNUD

    Tabela 11 Incluir expressão “e de PU”após “Espuma XPS” na terceiralinha da coluna intitulada“Setor” (Tabela e sugestão aofinal do documento).

    Ver Anexo IV deste

     documento. 

    Acrescentar informações sobre oconsumo de HCFC-22 a sereliminado pelo setor de espumas dePU.

    Sug

    23 Seção 3.Diagnósticodo consumode HCFCsno Brasil /3.3.3Consumoagregadopor SetoreseSubstâncias

    Tabela 13 

    UIM /PNUD

    Tabela 13 Incluir expressões “e de PU” e“de PU” após “Espuma XPS” e“Espumas” nas segunda eterceira linhas da colunaintitulada “Setor” (Tabela esugestão ao final dodocumento).

    Ver Anexo V deste documento. 

    Acrescentar informações sobre oconsumo de HCFC-22 a sereliminado pelo setor de espumas dePU. 

    Sug

    24 Seção 3.Diagnósticodo consumode HCFCsno Brasil /3.4.3.1

    UIM /PNUD

    *Quantitativo de empresainelegível não contabilizado nototal do setor 

    Excluir nota de rodapé indicada. Excluir informação não necessária Sug

    AlteúltimEmp

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    16/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    17/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    consumo deHCFCs noperíodo de2016 a 2020– ETAPA 2

    Parágrafo277

    manufatura de espumas, pormeio de projetos deconversão industrialabrangendo todos ossubsetores de poliuretanorígido e por ação regulatóriapertinente;

    (PROJETO UTECH). 

    277. 

    A estratégia brasileirapara eliminação dos HCFCs naEtapa 2 terá como objetivos:a)  eliminar o consumo de

    HCFC-141b e HCFC-22

    no setor de manufatura deespumas, por meio deprojetos de conversãoindustrial abrangendotodos os subsetores depoliuretano rígido e poração regulatóriapertinente;

    28 Seção 4.3 -Estratégiapara aredução doconsumo deHCFCs no

    período de2016 a 2020– ETAPA 2

    Tabela 23 

    UIM /PNUD 

    Tabela 23 Acrescentar informaçõessobre HCFC-22, conformedetalhado na tabela ao finaldeste documento.

    Ver Anexo VI deste documento 

    Acrescentar informações sobre oconsumo de HCFC-22 a sereliminado pelo setor de espumas dePU.

    Sug

    29Seção 4.3 -Estratégiapara aredução doconsumo deHCFCs noperíodo de2016 a 2020

    – ETAPA 2

    Parágrafo279

    UIM /PNUD

    279. Espera-se o financiamentodo FML para a eliminação de321,87 t PDO, das quais 176,26t PDO de HCFC-141b referenteao setor de manufatura deespumas e 145,61 t PDO deHCFC-22 referente aos setoresde manufatura e serviços em

    RAC, o que corresponde a24,25% da linha de basebrasileira. A substituição dosHCFCs em solventes não seráconsiderada na Etapa 2.

    Incluir informaçõespertinentes à eliminação doconsumo de HCFC-22 nosetor de espumas de PU. 

    279. Espera-se o financiamentodo FML para a eliminação de322,48 t PDO, das quais 176,26t PDO de HCFC-141b e 0,61 tPDO de HCFC-22 referente aosetor de manufatura de espumase 145,61 t PDO de HCFC-22referente aos setores demanufatura e serviços em RAC,o que corresponde a 24,30% dalinha de base brasileira. Asubstituição dos HCFCs emsolventes não será consideradana Etapa 2.

    Acrescentar informações sobre oconsumo de HCFC-22 a sereliminado pelo setor de espumas dePU.

    Sug

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    18/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    19/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    20/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    21/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    22/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    40 Seção4.3.2.2.1 –ProjetoDemonstrativoParágrafo304

    UIM /PNUD

    304. Os atores envolvidos noprojeto serão ... no textocompleto do projetodemonstrativo apresentado noAnexo 9.

    Alterar “Anexo 9” para“Anexo 9.15”. 304. Os atores envolvidos noprojeto serão ... no textocompleto do projetodemonstrativo apresentado noAnexo 9.15.

    Atualizar a numeração dos Anexos. Sug

    Tex“Os ... dem9.15

    41 Seção4.3.2.2.1 –ProjetoDemonstrativoParágrafo307

    UIM /PNUD

    307. O projeto demonstrativodetalhado está apresentado noAnexo 9.

    Alterar “Anexo 9” para“Anexo 9.15”. 307. O projeto demonstrativodetalhado está apresentado noAnexo 9.15.

    Atualizar a numeração dos Anexos. Sug

    Tex“O está

    42 Seção: 5.Estimativade Custos

    Tabela 32

    UIM /PNUD

    Tabela 32 Atualizar valores na tabela deestimativa de custos conformeindicado (grifado em amarelo)ao final deste documento.

    Ver Anexo VIII deste

     documento 

    Atualizar a tabela de estimativas decustos em função das adequaçõesrealizadas nos projetos deinvestimento para refletir os critériosdefinidos pela Decisão 74/50 ExCome atualizar informações sobre o

    consumo de HCFC-22 a sereliminado pelo setor de espumas dePU.

    Sug

    ObsalterDeci

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    23/31

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    24/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    ANEXO 7 – DECISÃO 73/64DO COMITÊ EXECUTIVO

    DO FUNDOMULTILATERAL PARA A

    IMPLEMENTAÇÃO DOPROTOCOLO DE

    MONTREAL 

    é De

    TexA

    COM

    PR

    47 SeçãoAnexos

    UIM /PNUD

    ANEXO 7 – PROJETOS DEINVESTIMENTO PARA OSETOR DE ESPUMAS –PROJETOS EM GRUPO 

    Alterar “Anexo 7” por“Anexo 8”. 

    ANEXO 8 – PROJETOS DEINVESTIMENTO PARA OSETOR DE ESPUMAS –PROJETOS EM GRUPO 

    Atualizar a numeração dos Anexos. Sug

    48 SeçãoAnexos

    UIM /PNUD

    VISÃO GERAL DASTECNOLOGIASTexto disponível nodocumento em consultapública.

    Atualizar informaçõesrelevantes sobre astecnologias alternativas aoHCFC-141b. VISÃO GERAL DAS

    TECNOLOGIASFavor referir-se ao item 5.1abaixo  (Ao final do presentedocumento) 

    Acrescentar informações relevantessobre as tecnologias disponíveis paraa substituição do HCFC-141b comoagente de expansão.

    Sugrevi

    49 SeçãoAnexos

    UIM /PNUD

    8.1 – PROJETO ANANDAMETAIS: ....

    8.2 – PROJETO ÁRTICO: ...

    8.3 – PROJETOBULLTRAD: ... 

    8.4 – PROJETO COLDAIR:... 

    8.5 – PROJETO FURGÕESIBIPORÃ:....

    8.6 – PROJETO GELOPAR:....

    8.7 – PROJETO ISAR: ...

    8.8 – PROJETO NIJU: ...

    8.9 – PROJETOPOLIUMETKA: ... 

    8.10 – PROJETO

    Atualizar lista de anexos eincluir Anexo 9.14. 

    9.1 – PROJETO ANANDAMETAIS: ...9.2 – PROJETO ÁRTICO: ...9.3 – PROJETOBULLTRAD: ... 9.4 – PROJETO COLD AIR:

    .... 9.5 – PROJETO FURGÕESIBIPORÃ: ...9.6 – PROJETO GELOPAR:...9.7 – PROJETO ISAR: ...9.8 – PROJETO NIJU: ...9.9 – PROJETOPOLIUMETKA: ... 

    Atualizar a lista de anexos e incluir oAnexo 9.14

    Sug

    Tex“9.1ME9.2 –9.3 –9.4 –9.5 –

    IBIP9.6 –9.7 –9.8 –9.9 –9.109.119.129.13THE

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    25/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    REFRIMATE: ... 

    8.11 – PROJETO SÃORAFAEL:....

    8.12 – PROJETO TECPUR:...

    8.13 – PROJETO THERMJET E THERMOTELHAS: ...

    9.10 – PROJETOREFRIMATE: ... 9.11 – PROJETO SÃORAFAEL: ...9.12 – PROJETO TECPUR:...9.13 – PROJETO THERM

    JET E THERMOTELHAS:....9.14 – PROJETO IBF: Eliminação do HCFC-141butilizado na produção de PUrígido em aplicações de painéiscontínuos.

    9.14HCFPU cont

    50 SeçãoAnexos

    UIM /PNUD

    ANEXO 9  – PROJETODEMONSTRATIVO NOÂMBITO DACOOPERAÇÃOBILATERALBRASIL/ITÁLIA 

    Alterar “Anexo 9” por“Anexo 9.15”.

    ANEXO 9.15  – PROJETODEMONSTRATIVO NOÂMBITO DA

    COOPERAÇÃOBILATERALBRASIL/ITÁLIA 

    Atualizar a lista de anexos. Sug

    51 SumárioExecutivo,Parágrafo14 e 15

    MMA 14. As ações a seremexecutadas visam à eliminaçãode 374,67 t PDO de HCFCs(Tabela 23) equivalente a 28,23% da linha de base, enquantoque os recursos financeiros doFundo Multilateral paraImplementação do Protocolo deMontreal serão utilizados paraeliminar 321,87 t PDOequivalente a 24,25% da linha

    de base (176,26 t PDO deHCFC-141b e 145,61 t PDO deHCFC-22). Desta forma, 3,97%são compromisso assumido peloBrasil sem contar com recursosdo Fundo Multilateral.

    15. Para viabilizar aeliminação das 321,87 t PDOserão solicitados recursosfinanceiros ao Fundo

    14. As ações a seremexecutadas visam à eliminaçãode 375,28 t PDO de HCFCs(Tabela 23) equivalente a 28,27% da linha de base, enquantoque os recursos financeiros doFundo Multilateral paraImplementação do Protocolo deMontreal serão utilizados paraeliminar 322,48 t PDOequivalente a 24,30 % da linha

    de base (176,26 t PDO deHCFC-141b e 146,22 t PDO deHCFC-22). Desta forma, 3,97%são compromisso assumido peloBrasil sem contar com recursosdo Fundo Multilateral.

    15. Para viabilizar aeliminação das 322,48 t PDOserão solicitados recursosfinanceiros ao Fundo

    Atualização dos textos dos parágrafos14 e 15 devido a inclusão do consumode 0,61 t PDO (11,09 t SDO) deHCFC-22 no setor de espuma PU,que será eliminada.

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    26/31

    N° Seção dodocumento

    Proponente Texto atual Sugestão Justificativa da sugestãoencaminhada

    Multilateral paraImplementação do Protocolo deMontreal da ordem de US$38.187.013,00, distribuídos emUS$ 120.000,00 para oComponente AçõesRegulatórias; US$

    15.460.146,00 para oComponente Projetos deconversão Industrial para oSetor de Espumas; US$11.819.967,00 para oComponente de ConversãoIndustrial para o Setor deManufatura de Equipamentospara RAC e US$ 8.181.900 parao Componente Projetos para oSetor de Serviços.

    Multilateral paraImplementação do Protocolo deMontreal da ordem de US$39.919.763,86, distribuídos emUS$ 120.000,00 para oComponente AçõesRegulatórias; US$

    16.767.532,86 para oComponente Projetos deconversão Industrial para oSetor de Espumas; US$11.819.967,00 para oComponente de ConversãoIndustrial para o Setor deManufatura de Equipamentospara RAC e US$ 8.727.264,00para o Componente Projetospara o Setor de Serviços. 

    51 Seção 5,

    Parágrafo359

    MMA 359. A Tabela 32 apresentaos custos estimados deinvestimento e não investimentoa serem apresentados ao ComitêExecutivo do FundoMultilateral para redução de24,25 % do consumo brasileirode HCFCs em relação à linha debase, prevista na Etapa 2 doPBH.

    359. A Tabela 32 apresentaos custos estimados deinvestimento e não investimentoa serem apresentados ao ComitêExecutivo do FundoMultilateral para redução de24,30 % do consumo brasileirode HCFCs em relação à linha debase, prevista na Etapa 2 doPBH.

    Atualização dos textos dos parágrafos

    359 devido a inclusão do consumo de0,61 t PDO (11,09 t SDO) de HCFC-22 no setor de espuma PU, que seráeliminada. A redução do consumobrasileiro de HCFCs passar a ser de24,3% em relação a linha de base.

    52 Seção4.3.2.2,Tabela 25

    MMA Ver Anexo IX deste documento  Ver Anexo IX deste documento  Atualização da tabela 25 devido ainclusão do Projeto IBF

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    27/31

    Anexo I (sugestão do proponente nº 6)

    CÁLCULO DE CUSTOS – SETOR DO SERVIÇOS – PBH ETAPA II

    Meta de redução: 1818,18 t SDO (100 t PDO), Custo efetividade: US$ 4,80 kg/SDO

    Atividades  Valor por item(US$) 

    Total (US$) 

    1) Desenvolvimento curricular (material didático)  230.000,00 

    Atualização das apostilas de boas práticas (contenção de HCFCs)  40.000,00 

    Elaboração de apostila de boas práticas (CO2 e HC em sistemas derefrigeração comercial)  80.000,00 

    Elaboração apostila de boas práticas para fluidos alternativos de baixo GWPem sistemas de ar condicionado 

    80.000,00 

    Viagens  30.000,00 

    2) Treinamento e capacitação em boas práticas para melhor contenção de HCFCs  5.410.000,00 

    a) Treinamento de 70 instrutores  188.000,00 

    Retorno financeiro para as instituições  20.000,00 

    Viagens  50.000,00 

    Instrutor  50.000,00 

    Reembolso financeiro dos participantes  40.000,00 

    Material didático  16.000,00 

    Material de consumo  8.000,00 

    Coffee Break  4.000,00 

    b) Equipamentos e kits de ferramentas 500.000,00 

    Equipamentos de demonstração móveis, componentes em condições seladas 300.000,00 

    Kits de ferramentas (incl. analisador de gás)  200.000,00 

    c) Treinamento de 9000 técnicos (ar condicionado e refrigeração comercial) 4722.000,00 

    Retorno financeiro para as instituições  1.697.000,00 

    Instrutor  810.000,00 

    Material didático  1.350.000,00 

    Material de consumo  675.000,00 

    Viagens e transporte de material e kits móveis  90.000,00 

    Coffee break  100.000,00 

    3) Treinamento e capacitação no uso seguro de fluidos alternativos debaixo GWP 

    1.263.000,00 

    a) Treinamento de 16 instrutores  122.000,00 

    Retorno financeiro para as instituições  12.000,00 

    Viagens  30.000,00 

    Consultor CO2 /HC (consultor nacional)  10.000,00 

    Consultor AC (consultor internacional)  20.000,00 

    Tradutor  15.000,00 Reembolso financeiro dos participantes  24.000,00 

    Material didático  5.000,00 

    Material de consumo  4.000,00 

    Coffee Break  2.000,00 

    b) Unidades de demonstração e kit de ferramentas 500.000,00 Unidades AC móveis 100.000,00 

    Centros de treinamento CO2 /HC 300.000,00 

    Kits de ferramentas  100.000,00 

    c) Treinamento de 700 técnicos (AC alternativas de baixo GWP)  442.000,00 

    Retorno financeiro para as instituições  175.000,00 

    Instrutor  90.000,00 

    Material didático  105.000,00 

    Material de consumo  55.000,00 

    Viagens e transporte de kits didáticos móveis  8.000,00 

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    28/31

    Atividades  Valor por item(US$) 

    Total (US$) 

    Coffee break  9.000,00 

    d) Treinamento de 300 técnicos (CO2 /HC)  199.000,00 

    Retorno financeiro para as instituições  75.000,00 

    Instrutor  50.000,00 

    Material didático  45.000,00 

    Material de consumo  25.000,00 

    Coffee Break  4.000,00 

    4) Divulgação  690.000,00 

    Plano de comunicação setorial 50.000,00 

    Operação e manutenção website, gerenciamento de conteúdo, assistência aosusuários 

    80.000,00 

    Revisão e aperfeiçoamento de publicações técnicas e guias de boas práticas ede segurança 

    80.000,00 

    Realização/Participação em feiras, eventos, seminários etc.  200.000,00 

    Reuniões com as partes interessadas, comitê de coordenação e comitês deespecialistas 

    100.000,00 

    Desenvolvimento de materiais informativos  80.000,00 

    Divulgação de material impresso  100.000,00 

    5) Monitoramento e gestão local  880.000,00 Amostras  60.000,00 

    Participação das discussões de Normas Técnicas e legislações  80.000,00 

    Processamento de dados  40.000,00 

    Equipe local  490.000,00 

    Pessoal auxiliar da equipe local  160.000,00 

    Infraestrutura de escritório  50.000,00 

    6) Contingências (~3%)  254.264,00 

    Custos do projeto (total)  8.727.264,00 

    Custos de suporte (13%)  1.134.544,32 

    Custos (total)  9.861.808,32 

    Anexo II (sugestão do proponente nº 7)

    Aplicação Limite GWP (F-Gas)

    Refrigeradores e Freezers para uso comercial

    (equipamentos hermticamente selados!

    "#$$

    Sistemas de Refrigera%&o 'stacionrio "#$$

    Sistemas em Cascata com fluido refrigerante halogenado )#$$

    *r Condicionado Split Simples contendo menos que + ,g

    de fluido refrigerante halogenado

    -#$

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    29/31

     Anexo III (sugestão nº 9)

    Texto Atual

    Sugestão de alteração do proponente

    Anexo IV (sugestão do proponente nº 22)

    Tabela 11 – Estimativa do consumo de HCFC-22 por setor em 2013.

    Área Setor Consumo de HCFC -22 (t SDO) %

    Manufatura

    Refrigeração 484,74 3,40Ar Condicionado 1.938,85 13,60

    Espuma XPS e de PU 106,00 0,74

    Subtotal 2.529,59 17,74

    Serviços

    Refrigeração 5.903,85 41,41

    Ar Condicionado 5.823,00 40,84

    Subtotal 11.726,85 82,26

    Total 14.256,44 100

    Anexo V (sugestão do proponente nº 23)

    Tabela 13 – Estimativa do consumo agregado de HCFCs por setor e substância em 2013.

    Setor SDO Aplicação t SDO % t SDO t PDO % t PDO

    Manufatura

    HCFC-22 RAC 2.423,59 13,54 133,30 11,25

    HCFC-22 Espumas XPS e de PU 106,00 0,59 5,83 0,49

    HCFC-141b Espumas de PU 3.089,60 17,26 339,85 28,69

    HCFC-141b Solventes/Limpeza 472,67 2,64 51,99 4,39

    HCFC-141b Poliol Formulado 79,15 0,44 8,71 0,74

    Subtotal 6171,01 34,47 539,68 45,56

    Serviços HCFC-22 RAC 11.726,85 65,53 644,98 54,44

    Total 17.897,86 100,00 1.184,66 100,00

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    30/31

    Anexo VI (sugestão do proponente nº 28)

    Tabela 23 – Estratégia de redução do consumo de HCFCs, Etapa 2, Brasil.

    SDO Setor AplicaçãoConsumo a ser

    eliminado(t SDO)*

    Consumo a sereliminado(t PDO)*

    Financiado peloFML

    HCFC-141bAção Regulatória PU Rígido 480,04 52,80 Não

    Manufatura de PU PU Rígido 1.602,40 176,26 Sim

    Sub Total 2.082,44 229,06 -

    HCFC-22

    Ação Regulatória RAC 26,70 1,50 Sim

    Manufatura de RAC RAC 802,04 44,11 Sim

    Manufatura de PU PU Rígido 11,09 0,61 Sim

    Serviços em RAC RAC 1.818,18 100,00 Sim

    Sub Total 2.658,01 146,22 -

    Total 4.740,45 375,28 -

    Anexo VII (sugestão do proponente nº 35)

    Tabela 24  – Informações gerais sobre os projetos guarda chuva.

    Nº deProjetos

    ConsumoUsuário Final

    HCFC-141b HCFC-22

    t SDO t PDO t SDO t PDOConsumo

    ≥ 500 kg/ano

    Consumo< 500kg/ano

    e ≥100 kg/ano

    Consumo <100Kg/ano

    Total

    14 1.040,73 114,48 11,09 0,61 224 221 482 927

    Anexo VIII (sugestão do proponente nº 42)Tabela32

     

     – Estimativade Custos.

       C  o  m  p  o  n  e  n   t  e

    SDOTipo deProjeto

    Setor Aplicação t. SDO t.PDO   C  u  s   t  o

       E   f  e   t   i  v   i   d  a   d  e

       U   S   D   /   k  g   S   D   O 

    Valor TotalEstimado USD 

    1

    HCFC-22Não

    InvestimentoTodos

    AçõesRegulatórias

    26,7 1,5 4,49 120.000,00

    HCFC-141b

    480,04* 52,8 0 0

    Subtotal Componente 1 506,74 54,3 4,49 120.000,00

    2

    HCFC-141b

    InvestimentoEspumas

    de PU

    Manufatura -Projetos de

    investimento

    1.560,13 171,6110,40 16.341.712,86

    HCFC-22 11,09 0,61

    HCFC-141b

    Manufatura -Projeto

    Demonstrativo20,45* 2,25 n.a. 325.820,00

    Manufatura -Disseminação deinformações

    21,82* 2,4 4,58 100.000,00

  • 8/18/2019 Etapa 2 PBH - Relatorio - Consulta Publica

    31/31

    Subtotal Componente 2 1.613,49 176,87 10,39 16.767.532,86

    3 HCFC-22 Investimento RAC Manufatura 802,04 44,11 14,74 11.819.967,00

    Subtotal Componente 3 802,04 44,11 14,74 11.819.967,00

    4 HCFC-22Não

    InvestimentoRAC Serviços 1.818,18 100 4,8 8.727.264,00

    Subtotal Componente 4 1.818,18 100 4,8 8.727.264,00

    5 TodasNão

    InvestimentoTodos

    Implementação eMonitoramento

    - - - 2.605.000,00

    Subtotal Componente 5 - - - 2.605.000,00

    TOTAL PBH 4.740,45 375,28 8,33 39.919.763,86

    Anexo IX (sugestão do proponente nº 52)

    Tabela 1  – Informações gerais sobre os projetos individuais.

    Modalidade Nº de ProjetosConsumo HCFC-141b

    Nº de empresast SDO t PDO

    Projeto Individual 14 519,40 57,13 15